"O cardeal George Pell, que cumpria seis anos de prisão por abuso sexual contra menores, foi absolvido pelo Supremo Tribunal da Austrália nesta terça-feira (7). A corte, composta por sete magistrados, decidiu por unanimidade reverter a condenação ao alegar que o júri não considerou adequadamente todas as evidências apresentadas no julgamento.


Depois de ficar mais de 400 dias preso, o cardeal de 78 anos, que sempre se declarou inocente, agora está livre. Segundo o Vatican News, ele deixou a prisão de Barwon, no estado de Vitória, para ir a uma instituição religiosa em Melbourne. Seu julgamento, em 2018, marcou a primeira vez em pelo menos 100 anos que um cardeal da Igreja Católica foi preso. Ele havia sido acusado de abusar de dois meninos em Melbourne nos anos 1990."

Fonte: Gazeta do Povo.

Deixe seu Comentário